2 de jul de 2012

Eric Gill


Auto retrato
Eric Gill (1882-1940) um dos mais importantes tipógrafos do século XX, criador da Gill Sans, foi também gravurista e escultor.


Gill se associou ao movimento das private presses inglesas, em especial o Golden Cockerel Press onde trabalhou no notável The Four Gostels (1931). Nesse livro podemos perceber a união perfeita de tipografia e imagem. Através da técnica da xilogravura, Gill cria célebres ilustrações em que figuras alongadas interagem com letras desenhadas à mão, fazendo referência às iluminuras medievais. Gill também é conhecido como um mestre do desenho erótico.


O excêntrico Eric Gill que costumava usar uma bata de padre, mas ficando nu por baixo, foi retratado, na biografia escrita por Fiona MacCarthy, como um católico fervoroso com uma sexualidade complicada. Sua natureza contraditória unia o sagrado e o profano.


Eric Gill foi uma das figuras mais importantes da moderna tipografia britânica. Destaques desse movimento são Stanley Morison, Edward Johnson, Beatrice Warde, entre outros.


(texto editado da Wikipédia)


Amantes Divinos (1922) xilogravura




Eve, xilogravura (1929)

Retrato de Beatrice Warde (1923) xilogravura










Tipografia Gill Sans




Construção geométrica da Gill Sans
xilogravura


Daily Herald Order of Industrial Heroism (1923) xilogravura 

Trecho de Ensaio sobre Tipografia escrito por Gill
The Martyrdom of St Saturus (1928) 
Detalhe da página dos Quatro Evangelhos publicado pela Golden Cockerel em 1931 ver página inteira aqui.)